segunda-feira, 5 de abril de 2010

A guerra nossa de cada dia


Em nossa vida, cada dia é um campo de batalha. Nossa casa, nosso ofício... Seja onde for, é o nosso terreno. É lá que avançamos, recuamos, tentamos retirar minas.

Quando você acha que ganhou a batalha e o mundo voltou a ser seguro, aparece a outra mina terrestre.

Algumas guerras nunca acabam, nunca terminam. Outras terminam numa precária trégua. Algumas guerras resultam em vitória total e completa. Algumas guerras terminam com proposta de paz. E ainda há guerras que terminam em esperança.

Mas todas essas guerras não são nada se compararadas à guerra mais assutadora de todas: a guerra que vocâ ainda não lutou.

5 comentários:

CM Tricoloko disse...

Ja diria Pregador Luo :
- os soldados de elite eh q sao condecorados, os valentes corajosos eh q sao lembrados, qem nauum tem pegada nunk nem eh citado,seu nome naum eh escrito enton eh apagado...


Lutar Sempre,desistir jamais



http://audiophonemusik.blogspot.com/

Guilherme Bayara disse...

Nada a declarar!
Você foi precisa!

É exatamente assim que me sinto!
Lutando minhas Guerras. Que parecem cesar por alguns momentos, mas logo surgem outras.

E as que mais temo, são as que ainda estão por vir.

Mas estarei preparado! xD

kbritovb disse...

puta que pariu mto mto bom
parabéns de vdd

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
mulherices disse...

Verdade. As guerras (simbólicas, claro) não terminam nunca ...