segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Pensando em te matar...
De amor...
Ou de dor...
Eu te espero...
Calada.

5 comentários:

Isabelle disse...

Amei o poeminha... indentifico

Elton D'Souza disse...

Quem nunca sentiu essa vontade calado?

Cristiano Contreiras disse...

A dor é inevitável, mas necessitamos controlar...

www.apimentario.blogspot.com

www.bonequinhodeluxo.com

www.incensurados.blogspot.com

Sara disse...

Este silêncio consome mais que a espera, a dor, o plano...

Thiago Damião disse...

Que lindo esse poema, de leveza e tentadoramente meigo =]
gostei